Verdades e mentiras sobre o papa

A vinda do Santo Padre Bento XVI ao Brasil suscitou muitas surpresas sobre a sua pessoa, sua personalidade e seu carisma de pastor, uma dúvida surgiu no coração de muitos fiéis: o papa mudou, se tornou mais simpático ou sempre foi assim?
Sinceramente, os que têm bom senso, logo percebem que há um verdadeiro descompromisso com a verdade no que se refere a Igreja Católica na grande mídia, eis alguns fatos divulgados em grandes emissoras de televisão e também em parte da imprensa escrita, que parecem comprovar essa tese.

- Presença de 10 mil pessoas em frente ao mosteiro de São Bento na chegada do papa dia 10/05/07.
- Presença de 800 mil pessoas na Santa Missa do Campo de Marte dia 11/05/07.
- Presença de 150 mil pessoas na Santa Missa de Aparecida dia 13/05/2007.
Apenas para citar alguns dados. Agora eis os verdadeiros números divulgados pela Polícia Militar:
- Presença de 20 Mil pessoas em frente ao mosteiro de São Bento na chegada do papa dia 10/05/07.
- Presença de 1,5 milhão de pessoas na Santa Missa do Campo de Marte dia 11/05/07. (detalhe, era uma sexta-feira pela manhã e não foi ferido)
- Presença de 500 mil pessoas na Santa Missa de Aparecida do Norte dia 13/05/2007. (outro detalhe, era o dia das mães)

Diante de tudo isso o que fazer ou em quem acreditar? Bem, primeiro é necessário ter presente as palavras do próprio Cristo “Se o mundo vos odeia, sabei que me odiou a mim antes que a vós” (Jo 15, 18). Depois é necessário ter a atitude otimista daqueles que esperam no Senhor, “Coragem, Eu venci o mundo” (Jo 16, 33b).

Agora o mais impressionante e que parece ter impressionado e tocado o coração dos fiéis foi, sem dúvida, a simpatia e o carinho expresso por Bento XVI ao povo brasileiro, contrastando com aquele homem congelado tão difamado na mídia. Aí surge novamente a pergunta: o papa mudou?
Não, na verdade foram os brasileiros que tiveram oportunidade de conhecê-lo como realmente é, um “simples e humilde servo da vinha do Senhor” (Homilia de inauguração do pontificado). E só se ama quem se conhece.

O papa expressou diversas vezes o seu cainho e zelo de pai e de pastor por cada fiel e comovia a multidão quando dizia no terço em Aparecida “o papa vos ama”, ou ainda quando quebrava protocolos para saudar os fiéis acampados em frente ao mosteiro de São Bento e mesmo quando sorria alegremente ao rezar o terço na Basílica Mariana e ao andar no papa-móvel.

Outro detalhe que parece relevante é que seus discursos e suas catequeses proferidos em Roma, seja aos Domingos no Angelus ou nas catequeses de quarta-feira, vêm atraindo mais fiéis do que os do tão querido João Paulo II, mesmo no fim de seu pontificado.

O que está acontecendo? A resposta única e simples parece ser esta, o papa é capaz como ninguém de responder os anseios da humanidade e transmite a Palavra de Deus com simplicidade a cada um dos homens e mulheres sedentos de Deus.

Enquanto a mídia omite informações o povo católico brasileiro continua a dizer “Bento, Bendito que vem em nome do Senhor. Bem-vindo, nosso povo te acolhe com amor”. Viva Cristo! viva a sua Igreja! Viva o papa!

Anônimo –   – (16 de março de 2010 14:42)  

A sua benção Pe.

Gostei muito deste artigo... realmente a simpátia e o carinho foram impressionantes... eu estava lá e pude ver isso de perto... bem perto mesmo!!!! A mídia denigre a imagem do nosso querido e amado Papa. Que bom que existem pessoas como o Senjor e outros padres e leigos ue nos passam a verdade sobre o Papa.

Um grande abraço e conte com mina orações.
Viviane

Postar um comentário

Google+ Followers

Translate

  © Blogger template Shush by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP